• Particulares
  • Empresas
  • Particulares


    Seguro de Vida
    Seguro de Saúde
    Seguro de Condomínios
    Seguro de Automóvel
    Responsabilidade Civil Familiar / Caçadores
    Multiriscos Habitação
    Acidentes Pessoais
    Acidentes Pessoais Viagem
    Acidentes de Trabalho de Trabalhadores por Conta Própria / Seguro da Empregada Doméstica

    Seguro de Vida

    O bem estar da sua família está acima de todas as suas preocupações. Garanta uma situação de estabilidade contratando um seguro de vida. Não só no caso de morte mas também no caso de uma invalidez permanente, você a sua família merecem o melhor. Se vai pedir um empréstimo para comprar a sua casa... nós temos o Seguro que o seu Banco exige. Se já tem casa... compare o seu seguro actual com o que nós lhe vamos propor, no caso de este lhe ser mais vantajoso, não hesite em trocá-lo pois o seu Banco não se importa. Previna-se. Aproveite também os benefícios fiscais que este seguro lhe pode proporcionar! Os montantes pagos são dedutíveis para efeitos de IRS, dentro dos limites previstos na lei!

    Âmbito

    O seguro de Vida é uma operação mediante a qual o Tomador do Seguro se faz prometer, a si mesmo ou a uma terceira pessoa singular ou colectiva (Beneficiário), uma soma em dinheiro (Prestação) em caso de morte da pessoa cuja vida se segura (Pessoa Segura).

    Trata-se de um seguro facultativo, disponibilizando cada Segurador produtos com características específicas.

    O tomador do seguro pode acumular vários contratos sobre o mesmo risco e o beneficiário receber a soma de diversas prestações, cujos montantes exactos são pré-definidos em cada Apólice.

    Principal Cobertura

    Morte

    Principais Coberturas Complementares

    Morte por Acidente - garante aos beneficiários o pagamento de um Capital pré-estabelecido no caso da Pessoa Segura falecer em consequência de uma força externa, súbita, fortuita e violenta (Acidente);

    Morte por Acidente de Circulação - garante aos beneficiários do Seguro Principal o pagamento de um Capital igual ao desse seguro no caso da Pessoa Segura falecer em consequência de um desastre provocado ou ocorrido em qualquer veículo de transporte público ou particular verificado em vias normais de circulação. A subscrição deste complementar só é possível quando acompanhada do Complementar de Morte por Acidente, sendo o pagamento, em caso de morte, correspondente a 3 Capitais;

    Morte por Acidente de Trabalho - garante aos beneficiários do Seguro Principal o pagamento de um Capital igual ao desse seguro, caso a morte da Pessoa Segura ocorra em virtude de um Acidente de Trabalho, ou seja, que ocorra enquanto a Pessoa Segura se encontrar no desempenho das suas funções profissionais. A subscrição deste complementar só é possível quando acompanhada do Complementar de Morte por Acidente, sendo o pagamento, em caso de morte, correspondente a 3 Capitais. Se a morte por acidente for no trajecto para ou do local de trabalho (in itinere, que é actualmente sempre um acidente de trabalho), serão pagos 4 Capitais, a menos que haja uma cláusula na Apólice em contrário;

    Invalidez Total e Permanente – garante o pagamento imediato à Pessoa Segura do Capital garantido pelo Seguro Principal, no caso da Pessoa Segura vir a ser considerada inválida total ou parcialmente em consequência de doença ou acidente, ou seja, encontra-se total e definitivamente incapaz de exercer a sua actividade profissional ou qualquer outra actividade lucrativa correspondente à sua posição social, aos seus conhecimentos e às suas capacidades;

    Invalidez Absoluta e Definitiva- garante o pagamento imediato à Pessoa Segura do Capital garantido pelo Seguro Principal, caso a Pessoa Segura, em consequência de doença ou acidente, fique total ou definitivamente incapaz de exercer qualquer actividade remunerada e na obrigação de recorrer à assistência de uma terceira pessoa para efectuar os actos básicos da sua vida corrente.


    Seguro de Saúde

    A saúde é um bem precioso.

    Para si que se preocupa com o seu bem estar e quer acima de tudo um serviço com qualidade no campo da assistência médica, temos à sua disposição uma vasta equipa de saúde que assegura um importante pacote de serviços, que vão desde desenho de planos de saúde até à substituição da seguradora no reembolso de despesas, com evidentes melhorias na rapidez de serviço.

    Regimes de Funcionamento

    No âmbito do seguro de Saúde existem diferentes regimes de funcionamento:

      • O Regime de Reembolso, ou Indemnizatório, em que a Seguradora indemniza o Segurado numa parte das despesas com cuidados de Saúde suportadas por este (comparticipação), mediante a apresentação dos respectivos comprovativos. Neste regime as pessoas seguras escolhem livremente as instituições hospitalares onde querem ser assistidas, bem como outros prestadores de serviços médicos;
      • O Regime Convencionado, ou de Managed Care, em que a Seguradora dispõe de uma rede convencionada de profissionais ou entidades que se dedicam à prestação de cuidados médico-hospitalares, onde as pessoas seguras podem ser assistidas, suportando uma parte ou nenhum do custo do acto médico, previamente estabelecido.
      • O Regime Misto, que reúne características dos dois regimes anteriores.
    Principais Coberturas Base

    Internamento Hospitalar onde se incluem os elementos auxiliares de diagnóstico, tratamentos, intervenções cirúrgicas, diária hospitalar e medicamentos.

    Principais Coberturas Complementares

    Assistência Médica Ambulatória (consultas e elementos auxiliares de diagnóstico), Partos, Estomatologia, Próteses e Ortóteses e Cobertura Internacional.

    FAQ'S - Seguro de Saúde

    O que garante um seguro de saúde?

    O seguro de saúde garante o tratamento dos acidentes e doenças em Portugal ou normalmente também no estrangeiro se se verificarem durante uma viagem não superior a 60 dias ou então com tratamento prescrito pelo médico assistente da pessoa segura, consentida previamente pelos serviços clínicos da seguradora conforme coberturas expressamente previstas nas condições do contrato, com os limites nelas fixados (franquias e montantes).

    Se a pessoa segura receber qualquer comparticipação de algum sistema de segurança social, as garantias reportar-se-ão apenas aos montantes não comparticipados. As garantias podem funcionar através do reembolso de despesas realizadas com cuidados de saúde, de pagamento directo aos prestadores dos serviços de saúde ou da combinação das duas modalidades mencionadas nos pontos anteriores.

    Quais as exclusões normais de um seguro de saúde?

      • Doenças profissionais e acidentes de trabalho.
      • Perturbações nervosas e doenças de foro psiquiátrico.
      • Check-up e exames gerais de saúde.
      • Perturbações originadas por intoxicação alcoólica ou de uso abusivo de estupefacientes e narcóticos.
      • Acidentes ou doenças resultantes de participação em competições desportivas com veículos; prática desportiva profissional e respectivos treinos ou ainda por amadores integrada em campeonatos oficiais; prática de caça submarina, boxe, artes marciais, paraquedismo, tauromaquia e outros.
      • Tratamento ou cirurgia destinada a correcção de obesidade, para emagrecimento e afins, fertilização ou qualquer método de fecundação artificial, transplante de órgãos ou medula, e respectivas consequências.
      • Tratamento e/ou cirurgia estética, plástica ou reconstrutiva e suas consequências, salvo se devido a doença ou acidente abrangidos pelo seguro
      • Despesas relativas a estadias em estabelecimentos psiquiátricos, termais, casas de repouso, lares de 3ª idade, centros de desintoxicação de alcoólicos ou tóxico-dependentes.
      • Doenças e deficiências pré-existentes à data de celebração do contrato de seguro.
      • Consultas, tratamentos e cirurgia do foro estomatológico
      • Despesas ligadas a gravidez, parto e interrupção da gravidez
    O que fazer em caso de sinistro?

    O tomador de seguro e a pessoa segura têm o dever de informar com verdade as circunstâncias e consequências de um acidente ou de uma doença, cumprir as prescrições do médico assistente, sujeitar-se, se necessário, a exame por médico indicado pela seguradora, comunicar à seguradora, o internamento hospitalar ou intervenção cirúrgica, apresentar os documentos comprovativos das despesas realizadas com os cuidados de saúde e participar o sinistro no prazo máximo de 8 dias a contar da data da sua ocorrência ou conhecimento.

    Que outros aspectos devem ser tomados em consideração nos contratos de seguro?

      • A declaração à Seguradora de factos ou circunstâncias falsas, não exactos ou a sua omissão quando conhecidos, determinam que o contrato seja inválido (nulo).
      • É aconselhável que as comunicações e notificações entre os intervenientes no contrato sejam efectuadas através de correio registado ou outro meio de que fique registo escrito, para a última morada do tomador do seguro ou segurado, constante do contrato e para a sede social da seguradora.
      • Salvo acordo em contrário, o prémio é anual, é devido antecipadamente e por inteiro, sem prejuízo de poder ser fraccionado em parcelas para efeitos de pagamento, e a cobertura do risco pela seguradora só se inicia com o pagamento do prémio ou da sua fracção inicial. As partes podem acordar que a cobertura se inicie até 30 dias antes da data prevista para o pagamento do prémio ou da sua fracção inicial - mas a validade da cobertura dependerá sempre do pagamento do prémio ou de tal fracção.
      • A entrada ou saída de pessoas seguras no contrato influi no valor do prémio a pagar. A sua inclusão ou exclusão entre o dia 1 e o dia 15 de cada mês considera-se, normalmente realizada no dia 1 desse mesmo mês, se ocorrem entre o dia 16 e o fim do mês considera-se, para efeitos de prémio, que se realizaram no dia 1 do mês seguinte.
      • O tomador do seguro e a pessoa segura estão obrigados a informar a seguradora da existência de outros seguros com garantias idênticas às previstas no contrato a celebrar ou celebrado.

    Seguro de Condomínios

    Âmbito:

    Garantir nos termos estabelecidos nas respectivas coberturas e/ou limites, as indemnizações devidas por danos nos edifícios em regime de propriedade horizontal, identificados nas Condições Particulares e por responsabilidades dos seus p+roprietários por danos a terceiros relacionados com o objecto seguro.

    Tomador de Seguro:

    A Administração do Condomínio Seguro.

    Segurado:

    A Administração do condomínio e os Condóminos das fracções seguras.

    Principais Coberturas:

    Base:

    Incêndio Raio e Explosão, Tempestades, Inundações, Danos por Água, Aluimento de Terras, Quebra de Vidros, Quebra ou Queda de Painéis Solares, Quebra ou Queda de Antenas, Queda de Aeronaves, Choque ou Impacto de Veículos Terrestres, Choque ou Impacto de Objectos Sólidos, Derrame Acidental de Óleo, Demolição e Remoção de Escombros, Furto ou Roubo, Pesquisa de Avarias, Responsabilidade Civil, Fumo, Privação Temporária do Uso do Local Arrendado ou Ocupado, Desenhos e Documentos, Pesquisa de Avarias, Queda Acidental de Árvores, Honorários de Técnicos, Greves, Tumultos e Alterações da Ordem Pública, Actos de Vandalismo, Maliciosos ou de Sabotagem.

    Opcionais:

    Riscos Eléctricos, Reconstituição de Jardins, Fenómenos Sísmicos.

    Valor a Segurar

    Deverá corresponder ao custo do mercado da respectiva reconstrução, tendo em conta o tipo de construção ou outros factores que possam influenciar esse custo, ou ao valor matricial no caso de edifícios para expropriação ou demolição;

    Seguro Automóvel

    Este é o seguro que salvaguarda a Responsabilidade Civil perante a terceiros, com um limite mínimo definido por lei por acidente para os danos corporais e por acidente para os danos materiais.

    A falta de seguro é punida por Lei!

    Aquando de um sinistro, vai agradecer existir alguém bem presente a quem pode recorrer. Como seu mediador de seguros, a Universeguros tem acesso privilegiado às companhias de seguros e cuidaremos para que, dentro do possível, o seu caso seja tratado com a atenção e rapidez desejáveis.

    Cobertura Obrigatória

    Responsabilidade Civil (“contra terceiros”) para os veículos terrestres a motor e seus reboques com um capital mínimo obrigatório definido por lei por acidente para os danos corporais e por acidente para os danos materiais, garantindo as indemnizações devidas por danos corporais e/ou materiais causados a terceiros, bem como às pessoas transportadas, com excepção do condutor do veículo e do tomador do seguro (incluindo os seus respectivos cônjuges e familiares).

    Principais Coberturas Facultativas

    Capital Facultativo - em responsabilidade civil superior ao mínimo obrigatório, alargando assim o âmbito da responsabilidade coberta;

    Assistência em Viagem - para o veículo e passageiros, a qual poderá conceder ao tomador do seguro, em caso de acidente ou avaria, a assistência necessária para o reboque do seu veículo, o transporte e deslocação de pessoas e bens, e, em alguns casos, o fornecimento de um outro veículo até ao final da viagem;

    Protecção Jurídica - representação judicial ou extrajudicial dos interesses do tomador de seguro, cauções e reclamações por reparação defeituosa em consequência de acidente de viação;

    Acidentes Pessoais Ocupantes do Veículo – pagamento pré-definido de um capital por morte ou invalidez permanente, de um subsídio diário por internamento hospitalar e de despesas de tratamento aos ocupantes do veículo seguro (incluindo o condutor) em virtude de acidente de circulação;

    Danos Próprios – para cobrir prejuízos sofridos pelo veículo seguro ainda que o condutor seja o responsável pelo acidente, em conformidade com as coberturas que vierem a ser contratadas, nomeadamente, resultantes de choque, colisão e capotamento, furto ou roubo, incêndio, raio ou explosão, actos maliciosos e fenómenos da natureza;

    Privação Temporária de Uso e/ou Veículo de Substituição - pagamento de uma compensação pelos prejuízos decorrentes de privação forçada do uso do veículo seguro;

    Quebra Isolada de Vidros - danos em virtude de quebra isolada dos vidros, pára-brisas, óculo traseiro e vidros laterais do veículo seguro.

    Responsabilidade Civil Familiar / Caçadores

    Seguro que garante os prejuízos causados a terceiros, provenientes dos actos da sua vida privada, como sejam a responsabilidade civil familiar ou da actividade de caça.

    O seguro de responsabilidade civil Caçadores é obrigatório por lei.

    Para que serve um seguro de Responsabilidade Civil Familiar?

    O seguro de responsabilidade civil geral pode assumir-se em várias modalidades, garantindo, entre outras coberturas, os prejuízos resultantes de actos e/ou omissões do agregado familiar e animais domésticos.

    Quais as exclusões normais de um seguro de responsabilidade civil?

    O seguro de responsabilidade civil é facultativo e terá as coberturas e as exclusões que em cada contrato forem definidas.

    Normalmente garante os danos patrimoniais e/ou não patrimoniais causados a terceiros pelo segurado e seu agregado familiar, nos actos ou omissões expressamente previstos nas condições particulares, especiais e gerais do contrato.

    Quais as garantias que estão normalmente excluídas de um seguro de responsabilidade civil?

    O seguro de responsabilidade civil exclui, normalmente os prejuízos que derivem de acções ou omissões praticadas com intenção de os causar ou do incumprimento, também intencional, de normas legais e regulamentares.

    Além disso, encontram-se também, normalmente excluídos:

      • Os danos causados ao segurado, ao seu agregado familiar ou a quaisquer pessoas por quem ele seja responsável.
      • Os prejuízos resultantes de multas ou coimas, de despesas relacionadas com processo-crime, de acidente de viação, de acidente de trabalho, de cataclismos da natureza, de actos de guerra, de sabotagem ou terrorismo e outros.
      • Os danos causados sob a influência do consumo de álcool, estupefacientes ou narcóticos, pela epilepsia e transmissão de doenças contagiosas.
      • As indemnizações complementares a que o segurado seja condenado por decisão judicial, a título punitivo ou compulsório(coercivo).
      • Os danos causados a bens de terceiros, quando tenham sido confiados ao segurado.
      • Os prejuízos resultantes de atraso no cumprimento ou do incumprimento de qualquer contrato ou outro negócio jurídico.
    O que fazer em caso de sinistro?

    O tomador do seguro ou segurado deverão comunicar à seguradora, normalmente no prazo de 48 horas, qualquer acontecimento que tenha conhecimento, do qual possa resultar responsabilidade para a seguradora ou ainda de algum pedido de indemnização formulado pelo lesado ou de qualquer processo civil ou criminal em curso.

    Seguidamente, deverá proceder à respectiva participação, por escrito, no prazo de 8 dias. O segurado não pode propor ou oferecer ao terceiro lesado qualquer valor indemnizatório, sem a devida autorização da seguradora, nem dar conselhos e assistência ou adiantar dinheiro em nome e por conta da seguradora, sem que esta o tenha consentido previamente.

    Qual o valor das indemnizações devidas?

    A indemnização será calculada considerando os prejuízos avaliados e o valor seguro. Se o montante da indemnização foi inferior ao valor garantido a seguradora responderá também pelas eventuais despesas exclusivamente judiciais (do processo). Se a indemnização for superior a seguradora não suportará as despesas judiciais e responderá pelos danos até ao valor seguro.

    Existindo vários lesados pelo mesmo sinistro e o montante dos prejuízos exceder o valor seguro, a responsabilidade da seguradora reduzir-se-á proporcionalmente ao montante dos respectivos danos sofridos até ao limite da importância garantida.

    Aspectos que devo conhecer relativamente a qualquer contrato de seguro?

    Aspectos importantes do contrato de seguro:

      • A responsabilidade da seguradora encontra-se limitada ao valor seguro indicado nas condições particulares, independentemente do número de pessoas lesadas com o sinistro.
      • As comunicações e notificações entre a seguradora e o segurado devem ser realizadas mediante correio registado ou outro meio de que fique registo escrito.
      • O montante do prémio a pagar corresponderá ao período do contrato e é devido por inteiro, ainda que possa ser fraccionado para o respectivo pagamento.
      • Salvo acordo em contrário, a cobertura do risco pela seguradora só se inicia com o pagamento do prémio ou da sua fracção inicial.
      • As partes podem acordar que a cobertura se inicie até 30 dias antes da data prevista para o pagamento do prémio ou da sua fracção inicial - mas a validade da cobertura dependerá sempre do pagamento do prémio ou de tal fracção.
      • Nas renovações automáticas de contrato, a seguradora deverá avisar o tomador, por escrito, até 30 dias antes da data em que é devido o prémio ou sua fracção, indicando a data e o montante a pagar, bem como as consequências da falta de pagamento em tal data.
      • As declarações inexactas de factos ou circunstâncias que o tomador ou segurado conheçam tornam o contrato inválido (nulo), não produzindo quaisquer efeitos ocorrendo o sinistro.

    Multirriscos Habitação - Particulares

    Seguro que garante os valores patrimoniais do agregado familiar ou condomínio, no que concerne aos edifícios e seus conteúdos. Pode cobrir Incêndio, Queda de Raio, Explosão, Roubo, Inundações, Responsabilidade Civil, etc.

    Para além disso, o seguro de incêndio é OBRIGATÓRIO para os edifícios em regime de propriedade horizontal, nos termos no nº 1 do Artº 1429º do Código Civil.

    Este Seguro pode garantir pela mesma apólice a reparação das perdas e danos causados no edifício ou fracção do mesmo em regime de propriedade horizontal e no recheio da habitação, a par de coberturas de responsabilidade civil do segurado e pessoas do seu agregado familiar e ainda indemnizações por morte do segurado ou cônjuge, em consequência de incêndio, queda de raio, explosão ou roubo, quando ocorrida no local seguro.

    Se vai comprar casa... nós temos o Seguro que o seu Banco exige.

    Se já tem casa... compare o seu seguro actual com o que nós lhe vamos propôr, no caso de este lhe ser mais vantajoso, não hesite em trocá-lo pois o seu Banco não se importa.

    Qual a importância do Seguro de Habitação?

    Os bens imóveis, tal como os móveis, estão sujeitos à ocorrência de eventos que lhes podem causar danos. Se não possuir um seguro válido, terá que suportar sozinho as despesas de reparação de quaisquer danos que ocorram na sua habitação. Para além disso, o seguro de incêndio é OBRIGATÓRIO para os edifícios em regime de propriedade horizontal.

    Quais as coberturas do Seguro?

    O seguro garante a cobertura dos danos directamente causados ao edifício ou fracção seguros pela ocorrência deincêndio, excepto se este for consequência de uma das situações especificamente previstas nas exclusões, como por exemplo tremores de terra, guerras, tumultos, entre outros. O contrato garante ainda os danos directamente causados a esses bens em consequência dos meios empregues para combater o incêndio, calor, fumo ou vapor resultantes imediatamente daquele, acção mecânica de queda de raio, explosão e ainda remoções ou destruições executadas por ordem da autoridade competente ou praticadas com o fim de salvamento.

    Todavia, para além da cobertura de incêndio o habitualmente denominado “seguro multi-riscos” engloba outras coberturas. De entre as mais importantes, poderemos referir a cobertura dos bens móveis da habitação, vulgarmente designada de “recheio”, contra os riscos de incêndio e de furto ou roubo, ou mesmo a cobertura deresponsabilidade civil extracontratual. Dependendo da sua aceitação pelas empresas de seguros, podem ainda ser contratadas outras coberturas que se aplicam tanto aos edifícios como aos recheios, como, por exemplo: Actos de terrorismo, vandalismo, maliciosos ou de sabotagem, aluimentos de terras, danos por água, demolição e remoção de escombros, fenómenos sísmicos; greves, tumultos e alterações da ordem pública;inundações; quebra de vidros; riscos eléctricos; tempestades.

    Como deve ser fixado o capital seguro?

    O valor do capital seguro para edifícios deverá corresponder ao custo de mercado da respectiva RECONSTRUçãO, tendo em conta o tipo de construção ou outros factores que possam influenciar esse custo, ou ao valor matricial no caso de edifícios para expropriação ou demolição. À excepção do valor dos terrenos, todos os elementos devem ser tomados em consideração para a determinação do capital seguro, incluindo o valor proporcional das partes comuns. O VALOR DO CAPITAL SEGURO de mobiliário ou recheio corresponderá, em princípio, ao custo de substituição dos bens, pelo seu valor em novo. Significa isto que deverá ser periodicamente actualizado o valor atribuído a cada bem, tendo em atenção que o valor hoje pago, por exemplo, por um televisor, é superior ao que seria pago há 2 ou 3 anos, por um aparelho com as mesmas características. Quando apresentar a proposta de seguro, deve identificar os bens a segurar e a sua valorização.

    Se ocorrer um sinistro, o que devo fazer?

    No caso de ocorrer algum sinistro na habitação, constituem obrigações do segurado: o empregar todos os meios ao seu alcance para reduzir ou evitar o agravamento dos prejuízos decorrentes do sinistro e salvar os bens seguros; o não remover ou alterar, nem consentir que sejam removidos ou alterados, quaisquer vestígios do sinistro, sem acordo prévio da seguradora; o prover à guarda, conservação e beneficiação dos salvados; o comunicar à seguradora, por escrito, a verificação de qualquer dos eventos cobertos, no prazo máximo de oito dias, a contar da data do seu conhecimento, indicando o dia, hora, causa conhecida ou presumível, natureza e montante provável dos prejuízos; o fornecer à seguradora todas as provas solicitadas, bem como todos os relatórios ou outros documentos que possua ou venha a obter.

    Quais são as obrigações da seguradora?

    A seguradora deverá proceder com a adequada prontidão e diligência às averiguações e peritagens necessárias ao reconhecimento do sinistro e à avaliação dos danos. A indemnização deve ser paga logo que concluídas as investigações e peritagens necessárias ao reconhecimento do sinistro e à fixação do montante dos danos, sem prejuízo de pagamentos por conta, sempre que se reconheça que devem ter lugar. Se decorridos 30 dias, a seguradora, de posse de todos os elementos indispensáveis à reparação dos danos ou ao pagamento da indemnização acordada, não tiver realizado essa obrigação, por causa não justificada ou que lhe seja imputável, incorrerá em mora, vencendo a indemnização juros à taxa legal em vigor.

    Seguro de Acidentes Pessoais

    Muitas vezes a tranquilidade do dia-a-dia é abalada por percalços que num instante adiam sonhos e projectos.

    A sua tranquilidade e o seu bem-estar, bem como de todos aqueles que ama, muitas vezes não depende apenas de si. É impossível prever acidentes ou outras situações inesperadas que envolvam a sua saúde e a dos seus. No entanto, poderá tomar desde já decisões ponderadas que se revelarão vitais em eventuais situações críticas futuras.

    É por isso que a Universeguros lhe propõe um conjunto de soluções para que possa cobrir e prevenir acidentes e imprevistos.

    Enquadramento

    O seguro de Acidentes Pessoais visa dar cobertura a acidentes resultantes de riscos profissionais, garantindo exclusivamente os acidentes ocorridos no âmbito do desempenho da actividade profissional, de riscos extra-profissionais, garantindo a cobertura dos acidentes resultantes de actividades não passíveis de cobertura de Acidentes de Trabalho, como por exemplo, os ocorridos nos chamados “tempos livres”, ou de riscos profissionais e extra-profissionais, garantindo a cobertura de acidentes resultantes, quer da actividade profissional declarada, quer da actividade extra-profissional da pessoa segura, incluindo as suas horas de lazer e abrangendo assim o período de 24 horas do dia.

    Trata-se de um seguro facultativo que funciona como complemento do sistema de previdência que a pessoa estiver ligada, sendo ainda acumulável, nas coberturas de natureza não indemnizatória, com outros seguros da mesma modalidade ou de outras modalidades (como por exemplo os Seguros de Acidentes de Trabalho, Doença ou Vida).

    Acidente

    Acontecimento de carácter súbito, externo e imprevisto, alheio à vontade da pessoa segura e que nela origine lesão corporal, invalidez permanente ou morte, clínica e objectivamente constatadas.

    Tomador de Seguro

    Pessoa, singular ou colectiva, que celebra o contrato com o Segurador e responsável pelo pagamento do prémio.

    Pessoa Segura

    A Pessoa cuja vida ou integridade física se segura.

    Principais Coberturas
      • Morte;
      • Invalidez Permanente;
      • Morte ou Invalidez Permanente (não acumuláveis)
      • Incapacidade Temporária (Absoluta ou Parcial)
      • Despesas de Tratamento e Repatriamento
      • Despesas de Internamento Hospitalar
      • Despesas de Funeral
    Capital Seguro

    Valor máximo também designado por valor seguro ou limite de indemnização pelo qual o Segurador responde em caso de sinistro coberto pela Apólice

    Âmbito Territorial

    Todo o Mundo (excepto convenção em contrário)

    Seguro de Viagens

    Divirta-se enquanto nós olhamos por si...

    Viaje para onde quiser, em Portugal ou no Estrangeiro, mas vá descansado com o nosso Seguro de Viagem.É um Seguro de Acidentes Pessoais, cujas garantias específicas, se aplicam a Pessoas e Bagagens, durante o período da Viagem.A adesão a este seguro é sempre temporária (máximo 90 dias) e as garantias subscritas, sempre consideradas para riscos extra-profissionais, serão de acordo com as opções indicadas de capital e duração de cada subscrição.Em caso de sinistro estamos cá para ajudá-lo, não hesite em contactar-nos.

    Enquadramento

    Garante o pagamento de indemnizações devidas em consequência de acidente verificado no decurso da viagem da qual resulte um evento coberto pela Apólice.

    Viagem

    Deslocação da Pessoa Segura para fora do local da sua residência habitual e regresso, através de um meio normal de transporte, seja veículo automóvel, transporte ferroviário, aéreo (aviões de carreiras comerciais devidamente autorizadas), fluvial ou marítimo, e a respectiva estada (24 horas do dia).

    Acidente

    O acontecimento de carácter súbito, externo e imprevisto, alheio à vontade da pessoa segura e que nela origine lesão corporal, invalidez permanente ou morte, clínica e objectivamente constatadas.

    Tomador de Seguro

    Pessoa, singular ou colectiva, que celebra o contrato com o Segurador e responsável pelo pagamento do prémio.

    Pessoa Segura

    A Pessoa cuja vida ou integridade física se segura.

    Principais Coberturas

    Morte ou Invalidez Permanente

    O seguro pode, facultativamente, mas não exclusivamente, garantir as seguintes coberturas:

      • Incapacidade Temporária;
      • Despesas de Tratamento e Repatriamento;
      • Despesas de Internamento Hospitalar;
      • Despesas de Funeral;
      • Assistência em Viagem;
      • Bagagens;
      • Responsabilidade Civil.
    Capital Seguro

    Valor máximo também designado por valor seguro ou limite de indemnização pelo qual o Segurador responde em caso de sinistro coberto pela Apólice.

    Âmbito Territorial

    É determinado pelo percurso e/ou destino da viagem a indicar pelo Tomador de Seguro, passível de abranger viagens em todo o mundo. Podendo existir excepções, nomeadamente viagens para países em Guerra, cuja aceitação poderá estar condicionada.

    Acidentes de Trabalho de Trabalhadores por Conta Própria / Seguro da Empregada Doméstica

    Seguro obrigatório por Lei (Dec. Lei 100/97) de responsabilidade por eventuais acidentes ocorridos durante o horário de trabalho ou no percurso de e para o local de trabalho (Risco de Percurso).

    Qualquer particular que tenha pessoal ao seu serviço, a tempo inteiro ou parcial, tenha ou não contrato de trabalho firmado, é legalmente responsável pelas consequências dos acidentes ocorridos com este pessoal, durante a respectiva prestação de serviços.

    Essa responsabilidade é extensiva aos acidentes ocorridos durante o percurso de trajecto de casa para o local de trabalho e no regresso. Também os trabalhadores por conta própria são obrigados a ter seguro de acidentes de trabalho.